21 Setembro
Por
Assessoria

Setembro Lilás contra o mal do Alzheimer

Mesmo levando em conta que a maioria da população conhece ou ouve falar algo a respeito do Alzheimer, ainda faltam muitas informações importantes sobre como proceder em relação à conscientização, prevenção e cuidados contra a doença e seus males. O dia 21 de setembro é considerado como o Dia Mundial da Conscientização sobre a Doença de Alzheimer. Por isso, diversas instituições por todo o Brasil, como a Unimed, realizam campanhas ao longo do mês inteiro, conhecido como Setembro Lilás.

De acordo com dados do último relatório da Organização Mundial da Saúde, em conjunto com a Alzheimer’s Disease International, estima-se que cerca de 35,5 milhões de pessoas ao redor do mundo possuem a doença, em sua maioria, idosos. Também segundo o relatório, em 2030, esse número pode quase dobrar, chegando aos 65,7 milhões de atingidos. No Brasil, de acordo com a Associação Brasileira de Alzheimer, cerca de 6% da população idosa já sofre com esse mal.

Os principais sintomas associados à Doença de Alzheimer, listados pelo Ministério da Saúde, são a perda de memória para acontecimentos recentes, irritabilidade, agressividade, súbitas mudanças de humor, perda de habilidade para realizar tarefas cotidianas, desorientação, julgamentos errados, problemas com linguagens, entre outros, todos causados pela morte de células cerebrais.

Pablo Damião, gerente comercial da Unimed Federação RN, lembra que a doença não possui cura e se agrava com o passar do tempo. “É possível realizar o tratamento para desacelerar a evolução da doença e preservar funções intelectuais durante um maior período, pois os melhores resultados sempre costumam estar atrelados aos tratamentos iniciados nas primeiras fases”, reforça Pablo.

Há, no entanto, maneiras para se prevenir contra a doença com apenas pequenos hábitos e atividades fáceis e rápidas durante o cotidiano. Algumas das formas de prevenção são:

  • Praticar atividades intelectuais e lógicas que estimulem o cérebro regularmente, como jogos de palavras cruzadas, por exemplo;

  • Valorizar uma alimentação balanceada, com ênfase em frutas, legumes e verduras, grãos, cereais integrais e alimentos ricos em ômega 3, além de menor ingestão de gordura;

  • Evitar ou diminuir o excessivo consumo de álcool e cigarros;

  • Praticar alguma atividade física com, no mínimo, 30 minutos diários e por três a cinco vezes na semana. A caminhada é uma ótima escolha;

  • Preservas bons relacionamentos com família e amigos, com conversas e diálogos frequentes;

  • Dormir cerca de 8 horas diárias para manter um bom regulamento do cérebro, preservando a boa capacidade para guardar informações e resolver problemas.

Apesar de o Alzheimer ser incurável, é importante manter em mente que existem tratamentos e que a prevenção é sempre necessária e indispensável. Atividades simples, boas relações e boa alimentação contribuem para um menor risco de desenvolver demências e doenças degenerativas, como o Alzheimer. A Unimed Federação Rio Grande do Norte preocupa-se com a saúde e bem-estar de seus clientes e lembra que, agindo dessa forma, adquire-se um bom e saudável estilo de vida.

Voltar

Outras Notícias

22 de Outubro de 2015

Doenças infecciosas: conheça quais os tipos mais comuns

19 de Setembro de 2015

Atividade cerebral é maior em crianças que escutam histórias de ninar

06 de Abril de 2016

Surto Gripe H1N1 2016: Entenda as diferenças entre a gripe H1N1 e a comum